Dores pelo corpo… aiai

Olá!!

Para uma profissional com a formação-base em Fisioterapia, é mais do que esperado que em algum momento tocaria nesse assunto… rsrs

A maioria dos pacientes que me procuram nos atendimentos, tem como queixa principal as alterações emocionais (depressão, ansiedade, irritabilidade…). Mas durante todo o tratamento, questiono os pacientes a respeito de sintomas físicos também. Isso porque os sintomas físicos me trazem informações valiosas sobre possíveis conflitos pelos quais o paciente passou e que ainda reverberam em seu corpo e mente através desses sintomas.

E a dor física é um dos principais relatos que recebo no dia-a-dia. E o que mais me chama a atenção é a atitude da maioria dos pacientes e profissionais de saúde em relação a isso: tomar remédios por um certo período e seguir a rotina! De fato, o medicamento (seja analgésico, seja antiinflamatório) traz alívio da dor. Em certos momentos, ela é necessária sim! Por exemplo, nos casos em que a dor chega a impedir a pessoa a desempenhar suas funções diárias como dormir, comer, etc.

Só que a dor também traz a mensagem de que algo está se passando dentro de nós e que não estamos dando a devida atenção para se resolver. Em geral, quando a dor se localiza em partes mais externas (como músculos, tendões, ou até ossos), nos remete a alguma situação em que nos sentimos impotentes ou desvalorizados! E isso pode muito bem ser trabalhado nas mais diversas terapias e técnicas disponíveis.

É importante frisar que não sou contra os medicamentos para dor! Só considero o uso exagerado por muitas pessoas… O que considero mais importante é ter um olhar mais claro e cuidadoso sobre esse sintoma. Se necessário, tome o medicamento indicado pelo profissional de saúde, mas em paralelo, inicie um trabalho mais profundo sobre o que lhe causa essa dor. Se estiver disposto(a) a superar essa situação, provavelmente a dor cessará!

Ouça sua dor, perceba em quais momentos e situações ela piora, reflita sobre ela, e não simplesmente a cale com medicamentos. Você pode se surpreender com as mensagens que o corpo lhe traz!

Ótimo dia!!

Ansiedade crônica. Não aguento mais!

Esta é uma das principais queixas primárias que ouço nos atendimentos.
Digo primária porque desta queixa se derivam muitas outras como insônia, indisposição, dificuldade de concentração, irritabilidade, dores no corpo…

A ansiedade pode ter inúmeras causas como traumas emocionais em qualquer fase da vida,  sobrecarga no trabalho ou na vida pessoal, ou simplesmente a reprodução de hábitos de outras pessoas como pais e irmãos. Às vezes, essa ansiedade é tão antiga, que a pessoa não se lembra mais de um momento em que passou com tranquilidade.

Alguns desses pacientes passaram a tomar medicamentos em algum momento da vida, e apresentaram resultados interessantes. O problema é a dependência desses medicamentos. Uma vez que se suspende o uso, a ansiedade volta… algumas vezes, até pior.
A solução é buscar abordar essas causas, sejam elas conscientes ou não. A associação de técnicas complementares se mostram muito eficazes nesse sentido.

Noto que com o Bioalinhamento, é possível se atuar diretamente sobre as causas, principalmente as de caráter consciente.
Já através das Barras de Access e da Microfisioterapia, trabalhamos esses conteúdos de uma forma mais inconsciente, através de toques sutis que estimulam o organismo ao reequilíbrio.

Cada organismo responde ao seu modo e ao seu tempo, mas noto resultados muito positivos já nas primeiras sessões dessas técnicas.
As transformações se tornam cada vez mais evidentes: o semblante, a voz, os gestos, as palavras e os fatos da vida!
É muito gratificante observar as mudanças positivas nas vidas de cada um deles. E perceber como todos os aspectos de vida passam a se reequilibrar e a fluir de um modo mais fácil. 🙂

Que possamos viver nossas vidas com mais tranquilidade e facilidade! Isso é o que sempre estímulo em minhas sessões.

E você? Como vive sua vida neste Momento?

Que tal um 2018 diferente??

2017 está acabando…. “Ufa! Finalmente está acabando!!” Esse provavelmente é o pensamentos de muitas pessoas. País em crise política e econômica, índice de desemprego elevado, conflitos e mais conflitos por todo o mundo. Sabemos que é tendência do ser humano valorizar os fatos desfavoráveis, mas observem que 2017 não foi ruim para todo mundo. Muita gente adorou 2017! Inclusive eu! rsrsrs

Costumo falar aos pacientes que toda perda e momento de crise é uma oportunidade de crescimento, oportunidade para que algo novo e melhor venha. Portanto, se seu 2017 não foi muito bom, ou se foi bom e quer que o próximo ano seja ainda melhor, venha conhecer mais as Barras de Access! Como podemos tornar 2018 ainda melhor??

As Barras de Access trazem mais clareza de pensamento e foco para que seus objetivos sejam traçados e alcançados em 2018. Sejam estes objetivos no trabalho, relacionamento, saúde…

A potência de mudança do próximo ano está sempre no ano atual. Portanto, as mudanças de 2018 devem se iniciar em 2017! Por que deixar para o ano que vem o que você pode começar agora? O que te impede de buscar seus objetivos agora??

Contagem regressiva para 2018 em ação!!

Grande beijo

Larissa

 

Como funcionam as Barras de Access?

As Barras de Access chegaram no Brasil por volta de 2014 e tem apresentado um crescimento expressivo tanto na formação de terapeuta quanto na busca de pacientes por essa técnica.

Esse aumento da busca é um fato muito positivo, pois representa uma maior valorização das terapias complementares e integrativas na saúde. Porém, há uma linha tênue nessas técnicas, uma linha que separa o misticismo do pensamento cartesiano e que gera muita discussão entre cientistas, terapeutas e pacientes. Essa discussão muito me interessa, pois possibilita a geração de respaldos a nossa atuação e consagração das técnicas.

É inerente ao ser humano buscar explicações racionais a tudo aquilo que nos é estranho. Esse comportamento, a meu ver, pode ser uma estratégia de proteção contra aquilo que é novo. Sou completamente a favor dessas explicações, experimentações e estudos! Pois enriquecem nossa visão de mundo e abrem caminhos para mais descobertas. Porém, também acredito que, atualmente, essas explicações são superficiais e não justificam completamente o funcionamento das terapias integrativas.

De todo modo, segue um breve texto, que é minha tentativa de compilar as informações sobre o funcionamento das Barras de Access. Quem sabe, sacie/aguce a sede de alguns curiosos e praticantes e abra espaço para mais discussões a respeito dessa técnica ao mesmo tempo intrigante e maravilhosa.

Barras de Access é uma técnica desenvolvida pelo psicólogo americano Gary Douglas em 1995. É realizada através de toques sutis em 32 conjuntos de pontos na cabeça, através dos quais se trabalham diversas questões da vida como dinheiro, saúde, relacionamento, criatividade… O nome “barras” foi gerado a partir do modo que a técnica é aplicada. Como são toques simétricos na cabeça, ao se desenhar uma linha que une um dedo tocando um dos lados da cabeça ao dedo que toca outro lado da cabeça, forma-se a imagem de uma barra (Já consigo ouvir muitos “aaaahhh….. agora sim faz sentido…. rsrsrsrs).

Como dito anteriormente, os pontos estão relacionados a diferentes aspectos de nossas vidas.  Abaixo, temos o exemplo de alguns deles:

BARRAS-PONTOSEsses 32 conjuntos de pontos apresentam uma maior permeabilidade eletromagnética. Atualmente, está mais que comprovado que emitimos campo eletromagnético, principalmente através das mãos. Assim, esse contato alteraria a frequencia cerebral (esse mecanismo ainda não foi bem elucidado), levando ao relaxamento e acesso a informações (taí a segunda parte do nome) muito valiosas ao pacientes.

Além disso, são verbalizadas frases próprias da técnica, que auxiliam a driblar o consciente e racional do paciente, o que nos permite maior acesso ao inconsciente, onde se localizam boa parte das nossas crenças limitantes. Crenças essas que frequentemente nos trazem sofrimento e nos dificultam o acesso à abundância e prosperidade na vida.

Volto a dizer, essas informações não explicam completamente o funcionamento da técnica, mas talvez tranquilize um pouco mais as pessoas que estão interessadas em praticar ou receber.

Deixe aqui seu comentário! Contribuições são sempre bem-vindas!

Grande abraço!